domingo, 27 de fevereiro de 2011

Domingo



Sinto falta daquela sua presença exagerada, independente da estação, espantando o frio e dando sentido ao meu quarto, espalhando risos e insinuações travessas pelos sofás tão sérios da minha sala, fazendo da cozinha nosso espaço predileto para realizações curiosas e muito mais saborosas, deixando rastros de entusiasmo em meio às cinzas de desejos de breve repetição por cada canto da casa e, sem querer, também cócegas e borboletas inexplicáveis por toda a alma. Sinto falta de não precisar mais dos relógios quando você finalmente chegava, de tornar-me invencível e de ouvir as mesmas melodias secretas quando você simplesmente me olhava, de passar os domingos espreguiçando-me entre seus abraços sempre acesos e de com suas mãos ficar inventando planos distantes ou histórias. Sinto saudades da sua cara de sono ao perguntar-me as horas e das minhas mentiras piedosas com medo de que você fosse embora, do seu cabelo despenteado pelo meu desajeito e da facilidade acessível de sentir-me, sem esforços, feliz. Sinto saudades até mesmo de nossos raros desencontros, de deixar-me levar pelas melhores frases-feitas, por sua retórica impecável, que fazia de qualquer desculpa a mais perfeita, das suas promessas surpreendentes e da minha evidente certeza. Sinto falta do tempero, da vontade e da sintonia indescritível do beijo, da fé que exalava e me acalmava naturalmente o desespero, dos defeitos que nunca precisaram de meros reparos ou consertos. Sinto falta, de repente, do meu mundo inteiro.  

“Vamos a querernos toda la vida,
Como se quieren la noche y el día cuando hablan de ti.
Vamos a querernos en cualquier vida,
Porque prefiero dejarme morir que estar sin ti.”

                                      La Oreja de Van Gogh em Mi vida sin ti

24 comentários:

  1. Uau! Esse é daqueles textos que vc faz que me deixa muda... perplexa!

    Uma docilidade tão grande eu sinto em seus sentimentos, uma vontade tamanha de adentrar mais e mais nos subterrâneos dos seus sentidos, uma alegria imensa em poder estar aqui e ter o privilégio de ler algo assim, tão intensamente lindo.

    Obrigada por esse presente. Vc escreve divinamente, Júnior.

    Grande abraço, amigo poeta! :)

    ResponderExcluir
  2. Sentir falta nem sempre significa que é necesário de novo. Nostalgia também diz da distância e da necessidade de mantê-la.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. massa o texto! No final notamos que dos menores momentos, se tornam maiores qndo sentimos falta e saudade. Quando perdemos.

    Só acho exagero quando reservamos a vida e fazemos a outra pessoa nosso mundo.

    Enfim,

    Abss

    http://www.estilodistinto.com/ -

    ResponderExcluir
  4. Quando duas pessoas se amam coisas maravilhosas acontecem, a inspiração vem a flor da pele e lindos versos fluem pelas folhas dos cadernos, frases de amor fazem parte do vocabulário e o único desejo que vem a mente é de ter bem pertinho a pessoa amada.

    Abraços Jim e Ótima Semana =*

    ResponderExcluir
  5. Oi Junior

    tem um agradecimento e um carinho para você em meu blog, passa lá!

    Não esqueci do meu premio nçao viu? Está em minha galeria e postarei em breve

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Junior liindo o texto! Nunca um amor verdadeiro passa sem deixar toda essa saudade, parece que leva uma parte de nós! "Sinto falta de não precisar mais dos relógios quando você finalmente chegava" perfeitooo, só quem ama entende *-*
    Beijoos, boa semana p vc!

    ResponderExcluir
  7. "da fé que exalava e me acalmava naturalmente o desespero"

    sei bem como é!

    falta é um troço viu!

    Junior, obrigada pela indicação, gosto muito daqui.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  8. Não sei, minha voz calou diante de tamanha beleza e descrição carinhosa de uma lembraça tão doce que encanta. E como de costume saudo e aplaudo vc, brilhante Junior, linda prosa poetica, que todos tenham a chance de viver um lindo amor, tão avassalador como esse. abraços sucesso sempreeeeeee... ah valew pelo selo!

    ResponderExcluir
  9. Amei esse trechinho em espanhol!

    Nossa esse seu post é muito lindo! Che até emociona sabe?

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  10. Quanta belezaaaaaaa...
    Adoreiii..deu até saudade de sentir saudades!
    seguindo...
    Beijos
    ~Chaar~

    ResponderExcluir
  11. "Sinto falta de não precisar mais dos relógios quando você finalmente chegava"

    Uma das coisas mais LINDAS que já li na minha VIDA, não é exagero, essa frase diz MUITO pra mim, queria que todos percebessem como eu acabei de perceber isso.

    Bom demais Junior..
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Renata disse:
    Texto que surpreende e encanta.O cotidiano encantador que só é descrito por quem ama.Lindo!

    ResponderExcluir
  13. ai que texto lindo, Junior

    Saudade...aquilo que ficou daquilo que não ficou

    ResponderExcluir
  14. CARAMBAAAAAAAAAAA QUE TEXTO LINDO JUUUUUUUUUUUUUUUU....CADA DIA MELHOR AFF... PARABÉNS.. "SINTO FALTA DO MEU MUNDO INTEIRO" PERFEITOOO... VOU POSTAR ELE NO MEU BLOG AMANHA HUNF AHUAUHUHAHUAHU ADORO TU! BJ

    ResponderExcluir
  15. Olá!!

    Passando para conhecer seu blog, de um bom gosto tremendo!

    Espero que possa conhecer o Alma do Poeta, meu blog!

    Vinicius.

    ResponderExcluir
  16. Fiquei sem palavras... Lindo texto!

    ResponderExcluir
  17. Sentir falta... Nada mais belo e doloroso do que isso.

    Por falar em mais belo, erro, seu texto o é.

    ResponderExcluir
  18. Tem (vários)selos pra você lá no meu blog:

    meninasegredos.blogspot.com

    Bjaum.*.*.

    ResponderExcluir
  19. Olá amigo!!

    Pode esperar por minha presença, eu sou cosntante, não sou um numero e só, participo, nunca deixo de responder os meus comentários ou visitar os blogs que gosto sendo assim.. mande fazer minha carteirinhade sócio...(risos)

    Bom tenha uma ótima noite!

    Nos encontramos no Alma.

    Vinicius.

    ResponderExcluir
  20. Cócegas e borboletas por toda a alma

    é incrível como vc consegue descrever coisas que só existem para serem sentidas
    Como é triste sentir tanta falta de alguém...mas não esqueça que ela não era seu mundo: só parte dele!
    Um forte abraço poeta
    cuide-se

    ResponderExcluir
  21. Seu texto toca profundamente a alma....

    Essa falta... dá nó no peito....

    bjos amigo!


    Zil

    ResponderExcluir

Muito obrigado por deixar seu comentário aqui!Você está dando vida a este blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...