sábado, 27 de novembro de 2010

Aqui dentro


Sei que lá fora o mundo, aos poucos e sem consideração por ninguém, se desmorona em medo e que bombas ferozes explodem chamas de ira por todos os lados. Sei também que a tranquilidade já se equipara a uma utopia distante, inatingível e que a insegurança, em qualquer canto, é tão visível, é tão palpável. Mas, aqui dentro, mesmo com a leve impressão de estar protegido de todas as espécies de conflito, sinto-me como se, desprovido de forças e motins, enfrentasse a uma autêntica e constante guerra perdida, a uma batalha intensa comigo próprio, que me encurrala e alveja, sem o menor discernimento do que seja clemência, com estilhaços de sentimentos feridos, que anseiam ainda por algum sentido, por algum antídoto capaz que, definitivamente, os curasse, os pacificasse.  

Um comentário:

  1. A guerra interior,mais sofrível de todas.
    Bonito texto.

    ResponderExcluir

Muito obrigado por deixar seu comentário aqui!Você está dando vida a este blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...